MUITEZA

(s.f.) - por Dom Lito

1. muito com tesão

2. qualidade do que é muito

Nascido em Salvador, terra de todos santos, encantos e axé, Dom Lito sempre buscou em suas obras os devaneios dos trânsitos subjetivos da rua, a ancestralidade e a muiteza das experiências vividas com muito sentir. Esse processo intuitivo e sensitivo provém de todas suas andanças em vários universos e que em cada universo desses conseguiu absorver novas possibilidades de experimentar.

 

Por exemplo, a rua trouxe a referência do underground, o grafite e vislumbres provocados pela magia da boemia soteropolitana e no transitar de vários espaços políticos e artísticos. A experiência do candomblé traz para o seu trabalho o processo sensitivo e a absorção subjetiva do até então desconhecido mundo ancestral e espiritual, mundo esse que se tornou alicerce no processo de construção das obras e conceitos.

 

Assim como minha arte, também gosto de romper com esse conceito de espaço e tempo, passado, presente e futuro se tornam apenas um, tudo ao mesmo tempo agora, pois prefiro ser essa metamorfose ambulante e inclusive me apresentar na terceira pessoa do singular que acredito ser, prazer esse sou eu:

 

Dom Lito, Exú é maravilhoso.

 

 

Muiteza é o muito com tesão!